domingo, 16 de janeiro de 2011

Capitulo 11 – quarta parte.

Nessa: a senhora messa as suas palavras por favor!
Sara: desculpe querida, não é isso?
Ash: Sara quer fazer o favor de calar a boca? – Vanessa olhou para Zac.
Nessa: esta na minha hora.
Zac: não, espere! – Sara fez cara de nojo enquanto a morena saia.

Já na porta, Zac segurou Vanessa pelo pulso e clamou para que ela esperasse.

Zac: fica mais um pouco e depois vamos juntos.
Nessa: depois da sua demonstração de amor, eu prefiro ir sozinha.
Zac: do que esta falando? – ela revirou os olhos e soltou-se dele.
Nessa: obrigada por me defender Zac! – e saiu em direção a porta vizinha, ele somente assistiu e fechou a porta em seguida.

Zac estava nervoso e arrependido, não entendia o porquê de Sara falar aquilo, não tinha um motivo para isso. Ingénuo ainda não tinha entendido o que ela estava tentando fazer, na cabeça de Sara, ela teria que armar uma briga frente ao Zac, um pequeno auê, se desculparia com ele e com até a própria Vanessa, ganharia confiança, mas não desistiria, continuaria com suas provocações, mas essas Zac se quer iria saber.

Sara: cadê a moça? Já foi?
Ash: pare de ser sinica Sara, eu sabia que não poderia ter te trago aqui. – Zac sentou novamente.
Zac: porque esta aqui? Qual o motivo dessa visita?
Sara: estava preocupada com você meu filho, aqui sozinho, em uma cidade tão grande feito essa, eu queria me certificar que estava tudo bem.
Zac: sem avisar, e ainda causando tudo isso? Obrigada pela visita! – usou o tom irônico, tudo indo como planejara, pensou ela.
Sara: mas o que eu fiz? Aquela moça não passava disso mesmo! Ou não ? – olhou para Zac como quem só agora percebera o que tinha feito e ele caindo na cena de Sara, abaixou a cabeça e ela continuou – me perdoe meu Deus o que eu fiz? Ela realmente significa muito para você não é?
Zac: sim, eu descobri que a amo, com ela estou vivendo de novo e já nem sei se vou poder falar com Nessa outra vez, já que a senhora fez o favor de expulsa-la daqui e eu não fiz nada para defendê-la.
Ash: mas se você a ama, tem que pedir perdão, não pode a deixar escapar somente por esse motivo.
Sara: sim, Ashley tem razão, se quiser eu vou com você e peço desculpa pelo mal entendido, eu não sabia que ela era tão importante e meus instintos de mãe me obrigaram a falar aquelas coisas, eu somente estava com medo de que ela fosse uma qualquer, queria proteger você meu filho, me perdoe Zac. – ele levantou e deu um abraço em Sara.
Zac: claro que te perdoou.
Sara: vou falar com a moça, Vanessa não é? E pedir desculpas a ela.
Zac: obrigada.
Sara: eu te amo.
Zac: eu também.

Ashley que não era nem um pouco boba, sabia que Sara não ia fazer isso de graça, já tinha algo em sua cabeça, Ash só não sabia em que intuito Sara fazia tudo aquilo, não era só para proteger Zac, será possível que a sua insistência em fazer o nome da filha permanecer vivo apesar da morte da mesma, teria chegado a esse ponto? Não, era muito difícil acreditar.

A tarde correu normalmente, Zac foi até o restaurante acompanhado de Ashley, Sara resolveu voltar para o hotel alegando cansaço. Sozinho com a amiga Zachary pode contar os últimos acontecimentos, falar de Vanessa e de como se sentia, Ashley conhecia NY como a palma da mão, morou cerca de toda a sua adolescência e um pouco da sua juventude também ali, mudou-se porque sua mãe doente precisava de cuidados em Erie, Pensilvânia. Durante o tempo que ficaram juntos, Ashley ensinou Zac a andar de metro e lhe mostrou os caminhos mais rápidos para casa e para ir para o restaurante.

Já eram quase sete da noite quando Vanessa voltou para restaurante, tinha ficado ali até as três ensaiando e agora voltava para tocar. Tinha uma hora para trocar-se e subir no palco com a banda, entrou passando por todos e cumprimentando enquanto tirava o casaco, procurou Zac com o olhar, mas lembrou-se de que ele trabalhava lá em cima,com as finanças.

Joe: o que acha de tentarmos Use Somebody?
Nessa: é uma boa, já esta bem ensaiada e os meninos conhecem a melodia, acha melhor começarmos com ela ou deixar mais pro final?
Nick: vamos abrir com ela. – estavam no palco já posicionados vendo o movimento, já há um ano que era sagrado as sextas e os finais de semana e as pessoas já os conheciam e vinha prestigiá-los sempre.
Joe: vamos começar com ela.
Nessa: ok – Vanessa virou-se para trás e comunicou para os demais a decisão do trio – todos de acordo? Ótimo, vamos lá!

Ela puxou o microfone para si e pediu atenção de todos, houve um silêncio.

Nessa: uma boa noite a vocês, eu espero que curtam essa noite. – viu Sara entrar com Ashley que havia ido buscá-la.

Ao escutar a voz da morena, Zac desceu as escadas do fundo e parou lá, tinha uma visão privilegiada de Vanessa, e via ela colocando o violão e acertando uma melhor posição no banco alto, chegou perto do violão e pôs-se a cantar, fazendo o restaurante parar e observá-la.

Sua voz ecoava firme e doce e Sara teve que admitir a si mesma que ela sabia sim cantar. A franja de lado e o olho fortemente marcado com um delineador preto e a boca totalmente nudejeans justa e uma blusa branca solta largada caída em um dos ombros, ela estava incrível, Zac não conseguia olhar para ela e não pensar na noite passada.

Quando Vanessa terminou a canção, os aplausos foram inevitáveis e ela agradeceu, depois de cerca de uma hora e meia de palco ela desceu dali exausta, já prendendo o cabelo em coque e limpando o suor com uma pequena toalha branca.

Nessa: hoje foi demais!
Nick: empolgamos-nos e fomos além do combinado.
Nessa: sim - ela sentou faminta em uma mesa, já tinha todo o cabelo preso e já começava a sentir o friozinho da noite. – o que temos hoje no cardápio Robert?
Robert: o que a senhorita pedir.
Nessa: vinho e lasanha, pode ser? Faz tanto tempo que não como lasanha.
Nick: Opa vinho não, a senhorita vai dirigir!
Nessa: ah pare Nick – Nessa ouviu chamarem seu nome logo atrás dela e virou-se sem terminar a frase que começou com Nick.

Era Sara, o que ela queria? Pensou.

Nessa: sim.
Ash: pronto, esta aqui, agora diga a ela.
Sara: desculpe-me! Eu agi muito mal com você no apartamento do Zac e queria que não só me perdoa-se, mas perdoa-se ele também.
Nessa: claro, esta tudo bem.
Sara: ele gosta muito de você e vai sofrer se não voltar a falar com ele!
Nessa: pode ter certeza que vamos conversar e resolveremos, obrigada pela preocupação.
Sara: não a de que. – Sara estendeu o braço e chamou Vanessa para um abraço e ela abraçou Sara com um pouco de receio, mas Sara a apertou e sorriu como quem esta feliz, um sorriso falso que nem se quer um especialista diria se era verdadeiro ou se ela mentia.

---------------------------------------------------------

Pronto gente, valeu por comentar.
Beijos pessoas :)

8 comentários:

Samanta Anne disse...

Oiee amores, vim dizer que sou leitora nova e estou amando sua Fic e pedir que de uma passadinha em meu primeiro Blog : http://dreamszanessa.blogspot.com/2011/01/caso-de-verao-ii.html#comments

Beijoooos

• Paula disse...

Caraca!Choquei com a falsidade da Sara!
Aff!
Ela é uma vaca!
Odeio ela!Ainda bem que a Ash percebeu que ela está com segundas intenções,talvez ela possa ajudar o Zac.
Tá perfeito como sempre!
Posta logo
Bjos amorê

Only ( Melhoras Tati ) disse...

Nossa que falcidade , van sai dessa e zac abre o olho



To rosa chiclete

Magnifico

Bjos

PostaLogo

ღღzanessaღღ disse...

está de mais flor
a Sara é mesmo uma falsiê...
ficou lindo espero que a vany perdoe o zac
posta logo flor
bjooss

thaina266 disse...

oie , sou nova aqui nesse seu blog , pois ja leio o outro , que é d+++ tbm , cara ta super lindo amei nao vejo a hora de zanessa namorar firme ! bjoss

AnneZanessa disse...

Vanessa tem que andar com um saquinho de dente de alho e sal grosso na bolsa... pra ve se espanta a urucubaca dessa coroa falsa....

Já disse que odeio essa Sara??? Pois é... ODEIO!

AnneZanessa disse...

e nesse meu óio todo nem me despedi de vc Tiz...

beijos amiga mais nova!!!!!!!!!

posta rápidinho viu! Quero ver o Zac colocano essa véia no devido lugar... kkkkkkkkkkkkk

Bjos! Bjos! Bjos

Anônimo disse...

Divulga?? http://savemezanessa.blogspot.com/