quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Capitulo 8 – primeira parte

Um gigantesco apartamento e uma pequena sacada com vista para o Central Park, era onde estavam agora, observando o final de tarde. Vanessa já havia mostrado tudo, afinal a dona era uma grande amiga, então conhecia bem o imóvel.

Zac: lindo!
Nessa: o lugar mais lindo...
Zac: sim, mas ainda sou mais a vista que tenho da minha janela na Pensilvânia
Nessa: conhece o Central Park por inteiro?
Zac: não ...
Nessa: garanto que quando conhecer, você muda de ideia! – ele riu.
Zac: Aquela ponte – apontou com o dedo – lembro-me dela de filmes, os diretores devem adorar ela, sempre a escolhem como cenário... – Vanessa foi quem riu agora.
Nessa: sim gostam bastante.

De onde estavam Vanessa via sua sacada do lado, sentiu uma certa alegria por estar tão perto, se Zac acertasse o contrato iria poder pedir sempre um pouquinho de açúcar na xícara e iria ve-lo de manhã e a noite, afinal seriam vizinhos... Ela logo tratou de tirar essas ideias da cabeça, iriam ser vizinhos sim, mas ela não iria se aproveitar disso... Não mesmo! Ou sim?

Zac: seria por uns meses então?
Nessa: sim, Charlotte não quer vender e também não quer alugar por muito tempo, então... Ah e um detalhe que eu me esqueci de te falar Zac, o primeiro mês é adiantado!
Zac: imaginei que seria mesmo, bom acho que tenho que ir, Robert pode achar que aconteceu alguma coisa no banco
Nessa: claro, eu só vou conferir tudo lá pra dentro, já eu volto, pode ir indo se quiser... – ele sorriu.

Zachary caminhou até a porta e puxou o trinco, mas não calculou muito bem a distancia que deveria ficar quando a puxasse para si, e não deu outra taco a porta na testa. Na hora até parou um pouco e logo levou as mãos para o local da batida e sentiu-se meio tonto, mas como logo passou, ele nem deu muita bola.

Vanessa voltou e quando olhou para ele, arregalou os olhos e fez uma careta demonstrando estranheza, chegou mais perto e soltou a pergunta.

Nessa: mas o que você fez na testa?
Zac: nada, eu só bate na porta...
Nessa: só bateu na porta? Esta parecendo mais que esta brotando outra cabeça – ele riu e por consequencia ela também – olha o tamanho disso, esta enorme!
Zac: não exagere...
Nessa: se estivesse com um espelho aqui mostraria para você, temos que dar um jeio nisso – ela se aproximou o suficiente para que ele sentisse a respiração dela, Nessa levou as mãos até o local da batida.
Zac: Ai – ele reclamou
Nessa: também não é para tanto... Acha que já tarde demais para que você vá até em casa e possa passar um remédio nisto? – ela já havia tirado suas mãos do rosto dele.
Zac: não, eu não acho que seja assim tão tarde...
Nessa: então vamos...

A oportunidade perfeita, já estava ficando cada vez mais dificil disfarçar, então para que continuar finjindo? Não havia mais motivos para isso, mas Zac só não tinha certeza de uma coisa... Se Vanessa também sentia a mesma atração que ele sentia por ela.

---------------------------------------------------------------------
As próximas duas partes estão prontas !
Se comentar postoo muito rapido en? RSRS
Obrigada pelos comentários... BEIJOS ! *--*

4 comentários:

JelFran disse...

essa historia é muito mara fico todos os dias esperando anciosamente vc posta
posta logo
bjs da jel

Tainá disse...

huum .. senti um clima kk'
eu adorei o capitulo , está lindo como sempre .
posta mais , estou adorando a fic
beijoos :*

17Sophie disse...

Amei! O que será que vai acntecer na casa da Vanessa?? Humm... Ansiosa pelo próximo capitulo!!
P.S.-> Coitado do Zac! Bateu com a cabeça! XD

AnneZanessa disse...

Tadinho do Zac... desastrado rsrs...
quando é que esses dois vão se agarrar hein???kkkkkkkkkkkk
Posta mais!!!!!